Header Ads

Veja tudo que o WhatsApp sabe sobre você


O WhatsApp realizou hoje o seu primeiro evento de imprensa no Brasil, e os executivos da empresa aproveitaram a oportunidade para esclarecer quais dados o aplicativo coleta sobre seus usuários.

Como o app usa criptografia ponta-a-ponta, as mensagens enviadas para os usuários já chegam cifradas aos servidores da empresa; por isso, seu conteúdo não pode ser acessado pelo WhatsApp. Mesmo conversas por áudio ou vídeo têm essa mesma proteção. As mensagens só ficam armazenadas nos servidores até serem entregues ao seu destinatário ou por no máximo 30 dias; então, são deletadas de lá.

Ainda assim, segundo o gerente de desenvolvimento de software da empresa, Ehren Kret, o WhatsApp tem acesso a algumas informações sobre as comunicações dos usuários. "O que a gente vê é basicamente a mesma coisa que os Correios veem do lado de fora de um envelope." Essas informações, de acordo com Kret, são usadas pela empresa para, por exemplo, alimentar filtros contra spam, e são esses dados que o app pode compartilhar com o Facebook (mesmo que você não queira).

1. A última vez que você esteve online
O WhatsApp guarda um registro da última vez que aquele usuário acessou o aplicativo. Esse registro não permite que a empresa puxe um histórico de todas as vezes que o usuário entrou, já que a empresa só guarda a última entrada. Mesmo assim, segundo o responsável jurídico do WhatsApp, Mark Kahn, essa informação pode ser útil em investigações policiais quando utilizada com outros dados aos quais as autoridades têm acesso.

2. Sua lista de contatos

O WhatsApp pode não saber com quem você fala mais frequentemente, mas ele sabe quais números você tem gravados em sua lista de contatos. Essa informação é constantemente sincronizada com o servidor, então mesmo que você acrescente ou remova contatos de sua agenta, o aplicativo sabe.

3. Que tipo de aparelho você usa

Acessos feitos por aparelhos Android, iOS ou Windows Phone - além das versões para PC de cada um deles - deixam "pegadas" diferentes no servidor, e exigem tratamentos diferentes para processar as mensagens. Por isso, o WhatsApp sabe qual tipo de aparelho cada um de seus usuários utiliza.

4. Qual versão do WhatsApp você está usando

Assim como os aparelhos revelam seu sistema ao se conectar aos servidores da empresa, as diferentes versões do aplicativo também se revelam nesse momento. Então, se você estiver usando uma versão desatualizada do app, ou se for um testador beta, o WhatsApp saberá.

5. Em quais grupos você está

Se você já reinstalou o WhatsApp e não conseguiu fazer backup das suas conversas, deve ter percebido que, ao acessar o app novamente, todos os seus grupos estavam disponíveis ainda. Isso porque os servidores do aplicativo armazenam os grupos, e conseguem restaurá-los caso você mude de aparelho. As mensagens trocadas no grupo, porém, não voltarão a não ser que você faça backup.

6. Quando você começou a usar o aplicativo

Não é só o seu registro mais recente que fica gravado no servidor do WhatsApp. A empresa também sabe quando você acessou os servidores do app pela primeira vez. Isso também pode ser uma informação útil em investigações: caso algum suspeito alegue que nunca tinha usado o app até determinada data, a empresa pode fornecer informações para comprovar ou desmentir sua fala.

O que o WhatsApp não sabe sobre você?

Embora muitas pessoas pensem que a empresa seja capaz de ler as mensagens que seus usuários trocam, a própria criptografia que o aplicativo usa impede que isso aconteça. As mensagens chegam ao servidor da empresa "embaralhadas", e só são "desembaralhadas" no celular do interlocutor. Dessa forma, o WhatsApp não consegue saber o que você está dizendo, mesmo em chamadas de vídeo ou áudio.

Vale notar também que a empresa não tem, por si só, nenhuma informação que vincule sua conta a você. Tanto o nome que você informa ao aplicativo quanto a imagem de perfil que você coloca podem ser escolhidas aleatoriamente, e não precisam ser seu nome e imagem verdadeiros. No entanto, de posse de um número de telefone, é possível adquirir muitas outras informações.

Nenhum comentário